‘Oxalá Cresçam Pitangas’


Site oficial: Oxalá Cresçam Pitangas – Histórias de Luanda

Assisti em 2006, integrado na programação do DocLisboa desse ano. Sei que o filme passou no Festival de Cinema do Rio, no ano passado. Se acaso passar numa sala perto, recomendo que não perca. É sobre Angola, um país com pouco mais de 30 anos de independência e apenas dois ou três de uma paz trémula e frágil, onde 4 milhões de pessoas de todas as províncias e etnias vivem e se cruzam, num espaço feito com capacidade para albergar 600 mil. A câmara acompanha 10 histórias, dez vidas de carne e osso, reconfigurando, através delas, a geografia da cidade, das suas intercepções e percepções, um tecido mesclado, onde a ruralidade e a urbanidade são um só entrelaço, e a língua é um corpo em perpétuo fervilhar de reinvenção, irrequieto, mexido e remexido, latejante, na permanente torção para albergar as necessidades de todas as falas com urgência de criação que a compõem. Um filme que é, acima de tudo, expressão de uma produção cinematográfica nacional emergente que, certamente, fará toda a diferença em Angola, no que diz respeito à construção de um discurso à cerca da sua identidade, que possa atravessar o país à fronteira. Realizado por Kiluanje Liberdade e pelo escritor Ondjaki.

Oxalá Cresçam Pitangas – Histórias de Luanda é um filme da autoria de Ondjaki e Kiluanje Liberdade. Retrata Angola 30 anos após a independência, sendo a capital Luanda o ponto de partida para o cruzamento de várias realidades e gentes de todas as províncias. Luanda ainda não havia sido filmada sob esta perspectiva realista e humana: conflitos entre a população e a esfera política, a proliferação do sector informal, as desilusões e aspirações, o questionamento do espaço urbano e do futuro de uma Angola em acelerado crescimento.

Ficha Técnica:
País, ano, duração, formato da cópia: Angola – Portugal, 62’ aprox, beta digital
AR, sistema de cor, sistema de som: Stereo
Realização: Ondjaki, Kiluanje Liberdade
Argumento: Kiluanje Liberdade, Ondjaki
Fotografia: Inês Gonçalves
Som: Inês Oliveira, Elsa Ferreira
Montagem: Maria Joana
Música: Helvio
Produção: Kiluanje Liberdade – KLIG, Ondjaki
Vendas: Ondjaki [ondjaki@yahoo.com]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: