Inspectores da PJ acusados de tortura vão a julgamento.

O tribunal decidiu: vão a julgamento os quatro inspectores da Polícia Judiciária acusados de terem torturado Leonor Cipriano, durante os interrogatórios à mãe da menina desaparecida, em Outubro de 2004, com o objectivo de obter uma confissão sua.

Três inspectores vão acusados de tortura: Leonel Marques, Paulo Cristóvão (autor do livro “A Estrela de Joana”) e Paulo Bom. António Cardoso vai responder por falsificação de documento, uma vez que informou por escrito os seus superiores de que Leonor Cipriano tinha, alegadamente, caído das escadas.
Além destes quatro arguídos, o Ministério Público entendeu ainda levar por diante as acusações de falso testemunho e omissão de denúncia ao ex-coordenador do Departamento de Investigação Criminal da Polícia Judiciária de Portimão, Gonçalo Amaral – demitido no decurso da investigação do Caso Maddie – por não ter silenciado o ocorrido. Leonor Cipriano foi condenada a 16 anos de prisão pela morte da sua filha menor, Joana, em Figueira, concelho de Portimão.

Cf. O Expresso

 

Sobre o Caso Joana: Cronologia do crime | O estranho caso da Joana | Agentes da PJ contra Leonor | Leonor suspeita do irmão | PJ mantém tese de homicídio | Mancha de sangue intriga PJ | Na Figueira ainda há quem acredite que Joana está viva | PJ volta a analisar pistas em pocilgas da Figueira | Relatos chocantes | Agentes da PJ contra Leonor | Leonor fica presa com novas provas | Joana terá sido abusada sexualmente e de forma continuada |

* Foto de O Expresso

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: